❇ Todas as vezes que suspeitarmos de doenças com inflamação sistêmica, ainda sem diagnóstico claro: doenças infecciosas agudas (gripe, sinusites bacterianas, tuberculose ativa ou crônica), doenças autoimunes (artrite reumatoide ou lúpus), doenças metabólicas inflamatórias (gota) e neoplásicas (linfomas, tumores sólidos em atividade).
.
❇ O VHS pode elevar-se com o aumento da idade e na gravidez.
Já o PCR pode apresentar-se falsamente baixo em pacientes que fazem uso de alguns medicamentos.
.
❇ Portanto, fica claro que VHS e PCR devem ser solicitados todas as vezes que se desejar fazer diagnóstico diferencial entre doenças que apresentem quadro clínico semelhante. Um bom exemplo é a importância de se solicitar VHS e PCR para pacientes com artrite. Pode tratar-se de osteoartrite (doença que não apresenta inflamação sistêmica) ou artrite reumatoide (doença que cursa com inflamação sistêmica). Outro bom exemplo é o diagnóstico diferencial entre fibromialgia e polimialgia reumática.

Gostou do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp